OS ANOS PASSAM E O MINIMALISMO FICA! - Jardin.

#SÉRIE11

17 julho 2019

Helena Branquinho

Helena Branquinho​ ​é nossa colunista convidada. Uma portuguesa radicada em Belo Horizonte, que dividirá sua paixão - ​a ​moda - conosco, através de um olhar transatlântico e textos com delicioso sotaque português. Você pode conhece-la melhor em seu blog www.helenabranquinho.com e também no instagram. @helenabranquinho.

OS ANOS PASSAM E O MINIMALISMO FICA!

Os anos passam e o minimalismo fica. A alfaiataria fica. Roupa estruturada fica. Roupa de valor fica. Os anos podem passar, as modas poder surtar, inventar e reinventar, andar em ciclos loucos, curtos ou não, ressuscitar os mortos do fundo de um baú com traça e cheiro a nafetalina, mas roupas bem feitas, com bom corte e caimento ficam! Não passam, não ficam presas no esquecimento, nem tão pouco têm data para sair à rua.
Os anos passam e o minimalismo fica! Alessandro Michele balançou o mundo e abriu um novo armário encantado, com cheiro a brechó e liberdade.

Inverno Jardin 19

Blusa Alcinha + Calça Sobreposição – Ambas em linho

Inverno jardin 19

Saia assimétrica + Blusa gola rolê

O Maximalismo voltou à ribalta e às luzes da ousadia. Mas o minimalismo ficou. Não temos que ser iguais, cópias nem seguir rebanhos, e nesse mundo autêntico, o minimalismo ficou. Não numa guerra aberta, mas num respeito pela diversidade, num respiro entre opulências, e num abraço ao estilo de vida contemporâneo, tão livre quanto o dos ousados!
Os anos passam, o minimalismo fica. É normcore de quisermos, é clássico é construído se o desejarmos. É aquilo que quisermos fazer dele. Mas não passa de validade. E dificilmente haverá um mundo em que seja apelidado de mau gosto.

Chemisier

Chemisier inverno 19 Jardin

parka Jardin

Parka Linho

 

 

Helena Branquinho
www.helenabranquinho.com