Blog Jardin! Vamos falar do verão 20 nas cores: boring not boring

Não categorizado

12 dezembro 2019

Helena Branquinho

Helena Branquinho​ ​é nossa colunista convidada. Uma portuguesa radicada em Belo Horizonte, que dividirá sua paixão - ​a ​moda - conosco, através de um olhar transatlântico e textos com delicioso sotaque português. Você pode conhece-la melhor em seu blog www.helenabranquinho.com e também no instagram. @helenabranquinho.

Tags

BORING NOT BORING

Quando falei no último post sobre os monocromáticos, já tinha um outro assunto na manga… os beges!!

Sei que já está meio implícito em tudo o que falei no “de uma cor só”, já que beges e monocromáticos cruzam-se numa mesma tendência… Mas nem só de beges se faz o monocromático, nem só de monocromático se faz o bege… e esse definitivamente merece uma atenção especial!

Temos uma certa tendência para abominar essa cor aparentemente entediante da nossa existência: muito apagado, aborrecido, desinteressante, demasiado sério, demasiado clássico, não combina com a minha pele… boooriinnggg!

Burberry, SS2020. O bege associado a clássicos e peles claras

Mas por algum motivo, de quando em vez, regressa à ribalta das tendências como rei e senhor, que domina os desejos, e a paz de espírito! De repente, tudo se pinta de areia, e neutralidade. De conforto. Em tempos em que tudo o que é atemporal é tendência – como quem pede alguma calmaria e certeza no meio de tanta turbilhão mundial – o bege, tons e subtons, surge como que uma neutralidade que dá no olho. Um simples, elegante e chique que sobressai. Aparentemente apagado e sem graça, é eterno símbolo de elegância e politicamente correto. Mas é muito mais do que isso, e na sua mensagem calada, que parece que não diz nada a ninguém, impõem-se pela discrição, e aparece porque não tem pretensão de aparecer.

Além disso, o bege não veio só em cor! Vem agregado a roupas construídas, muitas vezes em oversized e em alfaiataria. Traz pregas e volumes, traz fluidez também! E uma segurança descomprometida com o olhar dos outros.

Dior, SS2020 O bege que remete ao artesanal e à conexão com o planeta Terra.

Usa-se bem a solo, e mistura-se perfeitamente com verdes, todos os tons terrosos e pistache.

Virou febre de street style, e um refúgio de segurança neutro, para quem quer com o silêncio dizer alguma coisa.

Loewe, SS2020, Bege na alfaiataria, e bege com branco

Se a sua pele é branca e acha que vai sumir, se olhe de novo e pense o que quer dizer de si ao mundo! Porque quando a roupa não se vê, a pessoa sobressai, e quando a pessoa se mistura com a roupa, talvez a legenda seja: “bem com a própria pele”.

 

Helena Branquinho

www.helenabranquinho.com